iG - Internet Group

iBest

brTurbo


07/12 - 10:17hs

Famosos lotam camarote no Maracanã para torcer e celebrar o hexacampeonato do Flamengo

Bia Amorim, iG Rio de Janeiro

Eles são celebridades, mas também sofrem, vibram, torcem pelo seu time de coração, como tantas outras pessoas comuns. Uma verdadeira seleção de famosos, capitaneados pelo ator Pedro Neschling, a atriz Christine Fernandes e a cantora Sandra de Sá, se reuniu no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, para torcer pelo Flamengo, que se consagrou hexacampeão brasileiro, após derrotar o Grêmio em uma vitória dramática de 2 a 1.

 

Fotos: Rio: Famosos vibram com a vitória do Flamengo no Maracanã

 

Fabrizia Granatieri

Tensa, Christine Fernandes acompanha a partida

 

Christine Fernandes, a médica Ariane de “Viver a Vida”, da Rede Globo, foi uma das primeiras a chegar ao camarote da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ). E ela não estava sozinha. Além do marido, o ator Floriano Peixoto, a atriz tinha como companhia o filho, Pedro, de apenas cinco anos.

 

“Pedro já é um grande pé quente. Viu o Flamengo ser campeão no Estadual e agora está aqui celebrando o hexa”, vibra Christine, que revela um segredinho: “Ele vem sempre com a mesma roupa e carrega consigo o mesmo radinho vermelho de pilha, para poder ouvir a narração da partida”.

 

Fabrizia Granatieri

Cecília Dassi se empolgou com a torcida que lotou o Maracanã

 

Quem também apelou para o radinho foi Sandra de Sá. A cantora passou o tempo inteiro tecendo vários comentários em voz alta, torcendo e, muitas vezes, sofrendo agarrada à bandeira do time da Gávea enrolada no pescoço. “Se me perguntarem se torço mais para o Flamengo ou para a Seleção Brasileira, fico com o rubro-negro. Choro quando o time perde desde os quatro anos de idade. É uma paixão inexplicável”, contou Sandra, que, ao ouvir o apito final, saiu correndo do camarote para abraçar o filho, Jorge Sá, que estava do outro lado do estádio, no meio da galera.

 

Mais fanatismo que o de Sandra de Sá só quem mostrou foi Pedro Neschling. O ator foi um dos primeiros a chegar ao camarote, acompanhado pela namorada, a atriz Julianne Trevisol. Bastou o Flamengo entrar em campo, para que ele começasse a chorar. Começava, assim, a saga do torcedor. Quando o Grêmio abriu o placar, Pedro gritava e levava as mãos à cabeça sem parar. Respirou aliviado após o primeiro gol.

 

“Eu sou flamenguista, mas diante do Pedrinho, ninguém mais pode ser qualificado como real torcedor. Ele é fanático”, avaliou Maria Flor, que contracena com Pedro na minissérie “Aline”, que volta à grade da Globo em 2010. A atriz estava acompanhada pelo namorado, Felipe Continentino.

 

Fabrizia Granatieri

A botafoguense Nathália Dill ganha um beijo do namorado, flamenguista fanático

 

Como o segundo gol demorava a acontecer, Pedro caminhou até o cattering, bebeu alguns copos de água e beliscou uns petiscos - sempre sem tirar os olhos do gramado. Ao sair o segundo gol, não conseguia para de pular. Quando o juiz deu o apito final, Pedro se jogou ao chão e, ajoelhado, apoiando-se em uma cadeira, começou a chorar. Depois, se levantou e foi cumprimentar o ator Marcius Melhem.

 

“Esta é a minha maior alegria. Tinha dez anos na última vez em que fomos campeões. O Flamengo estava em 14º lugar no campeonato e deu uma arrancada espetacular. Meu sonho é ver meu time ser campeão do mundo, mas brasileiro já é um ótimo começo", analisou Pedro Neschling.

 

Como dizem os jogadores, “futebol é uma caixinha de surpresas”. Entre os flamenguistas havia três torcedoras de outros times. Giovanna Tominaga, que gravava reportagens para o “Vídeo Show”, da Globo, confessou, à meia voz, que era torcedora do São Paulo. “Estou aqui a trabalho, mas confesso que acho interessante demais estar entre essa torcida apaixonada. Agora eu sei por que falam que o Maracanã vai tremer. O chão treme literalmente”, observou a japonesinha.

 

Perto dela, estava a atriz Nathália Dill, que não se mostrava muito animada. “Eu torço pelo Botafogo, que hoje está jogando em outro estádio. Só estou aqui por amor ao meu namorado”, disse a atriz, que estará no ar no especial de fim de ano da Globo “Do Ré Mi Fábrica”, citando o namorado Victor Paiva.

 

Quem também cedeu aos apelos do namorado Bruno foi a atriz Cecília Dassi, a atriz gaúcha que torce pelo Internacional. “De tanto assistir aos jogos com o Bruno, acabei tendo a maior simpatia pelo Flamengo. Hoje, posso celebrar duplamente: a derrota do Grêmio, rival do Colorado, e o hexacampeonato do Flamengo”, contou a loirinha, que também celebrou seus 20 anos dentro do camarote.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Fabrizia Granatieri

pedro neschling

Pedro Neschling vibra com a vitória do Flamengo

publicidade

Contador de notícias