REMOTE

Aguinaldo Silva entre a TV e a internet

Sejamos sinceros: a televisão não estava preparada para um diálogo direto com seus telespectadores.  A TV fala e o povo escuta. Ponto final. Ou melhor, vírgula, porque agora até os inatingíveis autores de novela estão acessíveis através de seus blogs.

 

O grande embate do momento é entre Aguinaldo Silva e os internautas. O autor não gosta muito de críticas e palpites, coisa que nós, telespectadores e internautas adoramos fazer. Pode não ter sido a intenção original, mas fato é que as discussões acabam funcionando como marketing para divulgar a novela.

 

O que Aguinaldo provavelmente não esperava era a reação virulenta de alguns internautas que o estão ameaçando. É o problema do anonimato na rede, que dá a algumas pessoas o poder de ter ... duas caras.  Ou mais.

 

 

Blogs

 

Que o YouTube serve de fonte para novos talentos para a televisão isso todo mundo já sabia. A novidade é que muitos blogs têm servido de fonte de inspiração para produções de programas de TV. Pena que não existe nem remuneração, nem reconhecimento para os blogueiros.

 

 

Overdose

 

Ninguém agüenta mais ouvir falar em Tropa de Elite, certo? Errado. A onda cresceu de um jeito que ninguém consegue segurar. Talvez só o Natal e o nascimento de um novo ano consigam superar a força do Capitão Nascimento. O filme é bom, Wagner Moura é ótimo, José Padilha é genial, mas só falta o programa do Padre Marcelo fazer paródia do Bope. Todos os outros programas já tocaram no tema.

 


O Sistema

 

O primeiro episódio da série não foi bem. Para os padrões globais 14.8 pontos de média é baixíssimo. Mas a sexta-feira de estréia caiu num feriado, 2 de novembro. O segundo episódio foi num dia normal. 

 

E o terceiro? Vai cair em outra sexta-feira, feriadão emendado, com a promessa de um número pequeno de televisores ligados. Alguém na Rede Globo não está bem de calendário. Ou não quer que o seriado dê certo.

 

 

Magras

 

Todo mundo sabe que a televisão 'engorda'. E que para parecer normal na tela você tem que estar magra. Portanto, quando uma pessoa parece magra na TV ela está realmente muito abaixo do peso na vida real. É verdade também que, supostamente, o padrão de beleza da televisão brasileira exige que as mulheres fiquem praticamente cadavéricas ou anoréxicas, à la Victoria Beckham.

 

Mas algumas apresentadoras tornam-se a tal ponto obcecadas com o peso e a busca pela juventude eterna que acabam por gerar resultado oposto:  a magreza excessiva ressalta traços de envelhecimento, mesmo para quem já fez várias plásticas e aplica botox com frequência.  Ana Maria Braga, por exemplo, está extremamente magra.

 

Ao lado do frescor saudável de Juliana Paes, na segunda-feira (12), ela parecia muito abatida. Olga Bongiovanni também parece ter perdido aquela energia combativa que sempre teve no ar.  Cuidem-se, meninas.

 


Falando em emagrecer

 

Pedimos encarecidamente ao telespectador-internauta que não acredite no que as celebridades dizem em relação a perder peso. A maioria mente. Três artistas que trabalham no mesmo programa e que recentemente perderam peso, dizem por aí que apenas cortaram carboidratos e fecharam a boca. Não é verdade.

 

Abriram a boca pelo menos para tomar os remédios que o médico dos três recomendou.

 


Egos

 

Foi só impressão ou a entrevista de Arnaldo Jabor no Programa do Jô foi um embate de egos?

 

 

Picaretagem

 

O filme Tropa de Elite ampliou uma discussão interessante e antiga: a de que o usuário de droga é parte da engrenagem do tráfico e, portanto, também sustenta toda a cadeia. O mesmo vale para a picaretagem em geral. O brasileiro que acredita em qualquer bobagem só porque está na TV também sustenta a proliferação de produtos sem qualidade e conteúdos sem valor sejam eles comerciais ou não. O problema é que coisa ruim vicia e a ingenuidade impera.

 

A TV já vendeu batom pra emagrecer e óculos pra ler inglês. E o povo acredita.
 

 

Ibope

 

Realmente está na hora de questionar a audiência. O fato das TVs estarem ligadas não significa que há alguém assistindo à programação de fato. Os programas matinais, principalmente. Há incontáveis estabelecimentos comerciais que mantêm suas TVs ligadas num determinado canal, mas ninguém está prestando atenção. Em residências idem.

 

Muitas pessoas que moram sozinhas, por exemplo, deixam o aparelho ligado apenas pare preencher uma sensação de vazio. Os pontos medem apenas quem ligou a TV e não quem prestou a atenção. Seria interessante realizar uma pesquisa inversa, colocando webcams sobre os televisores para saber se tem alguém diante da tela. Isso já foi feito na Inglaterra e o resultado foi o esperado: muitas TVs estão ligadas às moscas. Ibope de inseto, não conta, né?

 

 

Band

 

Há algo de incompreensível no programa Bem Família, da Band. O tom do programa, da linguagem, do apresentador, dos convidados, de tudo, é totalmente infantilizado. Ou o público do horário é realmente composto por crianças ou há uma decisão de tratar a dona de casa como se ela tivesse dez anos de idade.

 

Sem contar que o apresentador usa termos modernos como 'chuchu beleza'.

 

 

YouTube

 

A velocidade de captação dos programas de televisão está cada vez maior. O pênalti defendido por Felipe do Corinthians, no jogo contra o Goiás, exibido pela Rede Globo no domingo (11) à tarde já era um dos vídeos mais vistos no YouTube no dia seguinte de manhã.

 

O telespectador-internauta transformou o YouTube num grande site de Televisão on-demand.

 

 

Reynaldo Gianecchini

 

Homens, mulheres, animais domésticos, plantas selvagens, enfim. Não teve um único ser vivente que não comentou a incrível perfeição do sorriso de Reynaldo Gianecchini ao abrir o vidro do seu carro para atender a imprensa em sua festa de 35 anos na casa de Giovanna Antonelli.


 

RODAPE TEXTO