iG - Internet Group

iBest

brTurbo

18/01 - 20:16 BBB10: Exibição de símbolo ligado a nazismo irrita comunidade judaica Exibição de símbolo ligado a nazismo irrita comunidade judaica Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro

Na noite do dia 14, o gaúcho Marcelo Dourado exibiu uma tatuagem que fez recentemente no braço a outros confinados da décima edição do Big Brother Brasil. A tatuagem do lutador formado em Educação Física representa um samurai de saia, onde estão várias suásticas em miniatura. A sister Elenita, que estava do lado do brother na hora do comentário, se revoltou com o participante, dizendo que “não se pode ignorar as implicações políticas do símbolo, por ter sido usado pelos nazistas”. Ele tentou explicar que a origem do símbolo é anterior ao anti-semitismo. “A suástica tem mais de 3 mil anos, é como um Ying/Yang. O símbolo, por si só, não mata ninguém. Quem mata é o ser humano”, disse Dourado.

No Brasil, fazer apologia a símbolos do holocausto é crime sem direito a fiança. A pena inclui prisão de 2 a 5 anos. A Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (Fierj) ainda não sabe que medidas deverá tomar contra o participante do reality show. Ricardo Brajterman, advogado da Fierj, se mostrou bastante irritado com o episódio e afirma que vai estudar o caso com cuidado. “Isso é proibido. Há uma lei que proíbe dar publicidade, vender ou publicar qualquer símbolo que tenha ligação com o holocausto. Quem faz uso disso usa aquele discurso de que a suástica tem a ver com o Oriente. Só aceito esse papo de quem viveu antes do holocausto, não é o caso do participante, claro”, afirma. Estima-se que o genocídio nazista tenha matado cerca de 6 milhões de judeus.

- Reprodução
Elenita se irritou com a tatuagem de Dourado
Elenita se irritou com a tatuagem de Dourado

Procurada pelo iG, a direção do programa respondeu, através da Central Globo de Comunicação, que a emissora não compactua nem apoia ideais que desrespeitem a diversidade sócio-cultural, mas defende a participação de Dourado. “Como o próprio participante explicou, o símbolo que tem tatuado em seu corpo é um sânscrito, uma forma que tem outros significados em várias sociedades como a asteca, celta, japonesa e em alguns países orientais. Na tatuagem do participante, a imagem difere da cruz nazista não só por respeitar o desenho milenar da suástica, mas também por reproduzir o modelo anti-horário, utilizado há séculos, e até hoje, por diferentes religiões e culturas em diferentes continentes, o que não inclui apologia de qualquer princípio nazista”, diz o comunicado.

Mesmo com o risco de um processo contra o rapaz, a TV Globo não pensa em expulsá-lo da competição. “Não seria justo excluir um participante por usar uma marca apropriada pelos nazistas, estigmatizando outras formas de expressão religiosa, e uma vez que esse esclarecimento tem sido divulgado. E diferentemente de uma novela, a produção do programa não interfere no comportamento dentro da casa. O chamado ‘reality’ busca justamente que o público se manifeste livremente sobre o que está assistindo. O BBB sempre escolheu integrantes da nossa sociedade sem qualquer tipo de preconceito.  Os participantes do programa reúnem as características distintas, cabendo ao telespectador manifestar-se de acordo com sua preferência ou identificação”, diz a nota.

Diretor-executivo do Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, o historiador Bernard Sorj também critica a exibição da suástica. “Muitas formas geométricas não são monopólio de religião ou uso político, são universais, usadas em muitas culturas. A cruz, por exemplo, existe muito antes do cristianismo. A suástica de fato é anterior ao nazismo, mas, no mundo de hoje, ela é, sim, associada ao nazismo. Esta é sua conotação atual”, explica Sorj, que também é judeu. Ele se mostrou surpreso ao tomar conhecimento da exposição do símbolo no Big Brother. “Acho que a TV Globo pisou na bola. Não devem ter percebido. A emissora não permitiria isso, nem para levantar discussão. Não se levanta discussão ofendendo. Ainda há milhões de pessoas que vêem na suástica a morte”, diz Sorj.

“A pergunta que se faz é: uma pessoa tatua esse símbolo no corpo por ignorância ou provocação? Não acredito que seja por ignorância. Por que alguém vai colocar uma suástica sabendo que grande parte da humanidade associa a forma geométrica ao nazismo?”, avalia ele.

Formado em Educação Física, Dourado é faixa preta do Judô e faixa roxa do Shorinji Kempo. Antes do BBB, ele exerceu a função de  Preparador Físico de Atletas do Departamento de Judô, do Grêmio Náutico Gaúcho, clube no qual também treinava. Segundo o fotógrafo Gabriel Kagan Reis, que se diz judeu e amigo de Dourado, ele não pode ser criminalmente acusado de apologia ao nazismo. “Conheço-o há muitos anos, ele sempre soube que sou judeu e nunca me discriminou de forma alguma. Da mesma forma que conheço fora do jogo tudo o que ele gosta. E garanto que nazismo não faz parte de sua vida”, afirma.

Leia também: Advogados da Federação Israelita do RJ pedirão a expulsão de Dourado do programa

 

*Com reportagem de Sabrina Lorenzi

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG
Topo
Contador de notícias